Consegui colocar o alemão como algo viável em Pelotas


*Profa. Renata Dietrich

Pelo presente, com muita alegria, informo sobre o andamento dos cursos de alemão aqui em Pelotas. No Colégio Sinodal Alfredo Simon tenho a 4a., 5a. e 6a. séries (73 alunos) e mais 9 turmas funcionando (8 de adultos e 1 adolescentes), num total de 54 alunos. São turmas pequenas em vários níveis e horários. As aulas funcionam na Sala de Alemão, que consegui, mas que ainda não está totalmente concluída, mobiliada e instalada. Na Faculdade de Direito da UFPel são quatro as turmas de iniciantes, cada qual com 15 estudantes, mais uma turma de Nível 2 com seis alunos. No Direito sou a coordenadora pedagógica do projeto e, em função da demanda, tivemos que buscar mais uma professora. Este projeto está sendo apoiado pelo Prof. Milton Maciel e pela Cooperativa de Alunos, formada especialmente para gerir o curso de alemão.

Na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas estou implantando um novo curso. Lá o projeto está sendo apoiado pelo Prof. Dr. Clademir Araldi. Até agora tenho eu, diretamente, 73+54+36=163 alunos de alemão, além dos outros 30 atendidos pela Prof. Sidonia. Estou muito contente porque num curto espaço de tempo consegui colocar o alemão como algo viável na cidade de Pelotas. É claro que tenho muito trabalho, mas quando os resultados aparecem nos sentimos motivados e abrimos novas frentes. Tenho ainda em mente implantar um curso de alemão na Agronomia, mas tenho que organizar os meus horários - aulas e deslocamentos e, assim, atender a todos os cursos já em andamento e criar novos. Era isto o que tinha, no momento, para informar.

*O relato acima foi enviado espontaneamente pela autora ao Consulado Geral da Alemanha em Porto Alegre em retribuição ao apoio recebido e transformado neste artigo, para conhecimento público e para incentivo aos que, como ela, realizam um trabalho pioneiro, anônimo e altamente meritório. Parabéns, Profa. Renata Dietrich, e conte sempre com o nosso apoio e admiração! (Redação Brasil Alemanha Online)